fbpx

Dicas de etiqueta para Fotografar Culto evangélico

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Sabemos que cada religião tem suas regras, doutrinas e etiquetas.

Se você nunca foi em um culto evangélico ou se só fez algumas visitas e precisa fazer uma cobertura fotográfica, será de muita utilidade saber algumas coisas para não dar bola fora. Até mesmo para quem é “de casa” pode ser uma matéria muito válida, pois já cansei de ver fotógrafos “da casa” dando gafe em alguns quesitos.

1 – Não use Flash

O Flash tira a atenção das pessoas e isso é o que precisamos evitar. As igrejas em sua maioria, são bem iluminadas e você não precisará usar o Flash se souber regular sua câmera. Caso sua lente seja muito escura, aconselho a investir em uma lente mais clara, mas nunca a usar o Flash em horário de culto. Outra opção se estiver um breu total, é usar o flash APENAS na hora do louvor (geralmente momento em que as luzes baixam), porque na hora da Palavra as luzes se acendem e fica mais claro.

Veja aqui o E-Book da Canon de Fotografia para Iniciantes.

2 – Seja Discreto

Ser fotógrafo já é chamativo o suficiente; você fica andando pra lá e pra cá, com uma câmera na mão, é o único que pode entrar/andar/subir em alguns lugares. Ou seja, todo mundo já vai estar de olho em você, afinal, “quem sabe você não tira uma foto bonita minha”?! 😅

3 – Tenha bom senso ao Escolher suas Roupas

Sim, apesar de ser meio óbvio, ainda vejo pessoas pecando (ou fazendo os irmãos pecarem🤐) nesse ponto. Não use roupas chamativas, você já vai estar se destacando só por estar com a câmera.

Não digo que é uma regra usar preto, porque acredito que conseguimos ser discretos mesmo usando outras cores e estampas, desde que haja bom senso. Mas procure usar roupas com cores e estampas neutras. Andar todo largado parecendo “o tio que saiu do buteco” com a camisa aberta, toda larga também não é legal!

Para as meninas do meu coração; se valorizem gatas! Não mostre o que não deve antes da hora, nem para quem não deve.

Um assunto que não quer calar: Legging!
Eu não gosto muito de categorizar um produto ou objeto com “pode” ou “não pode”. Porque na verdade depende! Depende do seu tipo de corpo, depende do look total que está pensando em usar, depende das doutrinas da sua igreja.

Existem igrejas que ainda tem uma doutrina mais rígida, onde são proibido o uso de calças para as mulheres, outras até liberam mas não são muito bem vistas.

De qualquer forma, eu não vejo problemas em (eu) usar legging, desde que seja com uma blusa ou camisa mais cumprida, que cubra a parte do bumbum. Agora se você tem essa região mais “avantajada”, aconselho a tomar mais cuidado se optar por usar uma legging.

Um certo tipo de roupa pode ficar normal e descente em um tipo de corpo, e o mesmo tipo de roupa pode ficar indecente e chamativo em um tipo de corpo diferente. Então a dica que deixo é, se conheça e pesquise looks para seu tipo de corpo.

Sei que em algumas igrejas não permitem o uso de calças para as meninas e nestes casos, se você for um membro da igreja, não temos muito o que fazer, a não ser escolher um modelo que ajude nos movimentos. Mas tirando essa exceção, eu não aconselho a usar saias nem vestidos quando estiver fotografando um culto ou qualquer outro tipo de job. Caso seja uma contratada(o), sinta-se a vontade para ir de calça, afinal, você está lá a trabalho.

Neste vídeo, o esquadrão da moda fala um pouco sobre isso. Tem bastante coisa na internet sobre o assunto, é só querer pesquisar que você encontrará muita coisa boa.

Veja aqui idéias de Cenografia/Decoração para sua igreja!

4 – Sensibilidade no olhar, Empatia

As vezes olho algumas fotos divulgadas nas redes sociais de algumas igrejas e vejo claramente que nem o fotógrafo, nem o social media (as vezes, a mesma pessoa), tiveram um pingo de empatia com as pessoas que fotografaram.

É simples, é só olhar a foto e se imaginar no lugar da pessoa. 

Você gostaria de estar na lugar dela? Gostaria da foto?

Sabemos que um culto pode ter altos e baixos; uma hora você está lá sorrindo, de boa, e daqui a pouco está se acabando de chorar; seja por causa da presença de Deus, porque Deus falou com você ou por simplesmente não se sentir merecedor de nada daquilo ou tantos outros motivos.

Fato é que: ninguém quer sair zuado na foto.

Então por mais que você tenha tirado uma foto que a pessoa não saiu tão bem, não precisa publicar! Uma das coisas que falo em nosso curso Básico de Fotografia para Igrejas, é que é extremamente necessário filtrar todas as fotos ANTES de postar. O trabalho do fotógrafo não termina quando o culto acaba ou quando termina de tirar as fotos. Na verdade, ainda faltam 50% do processo; Selecionar, Editar, colocar marca d’água e aí sim, publicar.

Gostou da matéria? Deixe o seu comentário aqui, adoro ler o que vocês tem a compartilhar com a gente!😉

Separei algumas fotos de inspiração pra você, no começo da matéria. Boas Fotos! =)

Share.

About Author

Patricia Kashima é cristã, empreendedora, social media, criadora de conteúdo e co-fundadora da Igreja Multimídia. Já atuou como líder de comunicação em igreja de grande porte, onde estruturou toda a comunicação e equipe, trazendo uma nova visão para a igreja. Hoje, atua ministrando cursos, treinamentos, fazendo criação de conteúdo e projetos para igrejas além de dar consultoria e palestras em eventos e Igrejas.